Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 22/11/2013

2014

ONU realiza hoje o lançamento do Ano Internacional da Agricultura Familiar
2014

Compartilhe

Compartilhe

A agricultura familiar cria, inova, produz e também alimenta o País. Os mais de 4 milhões de estabelecimentos familiares distribuídos entre os 26 estados e o Distrito Federal alimentam a população nacional e movimentam a economia brasileira, sendo responsável por 33% do Produto Interno Bruto (PIB) Agropecuário e 74% da mão de obra empregada no campo. Em apenas dez anos, a renda do setor cresceu 52% a partir de políticas públicas que fortalecem a produção e o desenvolvimento.

Para destacar a importância da agricultura familiar no mundo, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), lança, nesta sexta-feira (22), em Nova York, nos Estados Unidos, o Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF) 2014. O evento será realizado na sede da ONU.

O Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF) tem o objetivo de destacar o papel da agricultura familiar na diminuição da fome e da pobreza. O AIAF 2014 vai promover ampla discussão e cooperação no âmbito nacional, regional e global para aumentar a conscientização e entendimento dos desafios que esses agricultores enfrentam e ajudar a identificar maneiras eficientes de apoiar o setor.

No lançamento, o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), José Graziano, nomeará os Embaixadores Especiais para o Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014, aos quais será confiada a missão de aumentar a visibilidade da agricultura familiar e de pequena escala, atraindo a atenção do mundo para o seu papel fundamental.

Comitê

Para acompanhar e planejar as atividades relacionadas ao Ano Internacional da Agricultura Familiar o Ministério do Desenvolvimento Agrário criou, no Dia Mundial da Alimentação, celebrado em 16 de outubro, o Comitê Brasileiro para o Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF). O grupo será composto por 18 órgãos ou entidades públicas – entre eles, 12 ministérios – e representantes da sociedade civil.

Durante seu discurso, no Dia Mundial da Alimentação, Pepe Vargas fortaleceu a participação do Brasil nos debates internacionais. “Infelizmente são poucos os países do mundo que tenham políticas para a agricultura familiar, e nós temos essa política no Brasil e estamos dando contribuição no debate internacional sobre essas questões”, disse Pepe.

As ações do Governo Federal para o desenvolvimento da agricultura familiar vão desde o crédito para financiamento a canais de comercialização dos produtos como os programas de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Alimentação Escolar (Pnae). O Plano Safra 2013/2014 para o setor soma o investimento de R$ 39 bilhões, sendo a maior parte, R$ 21 bilhões, para o crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) que financia os projetos dos produtores rurais.