Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 29/04/2020

BNDES: Em um mês, linha emergencial para PME supera R$ 1 bilhão em desembolsos

Cooperada Cresol, em Minas Gerais, contou com crédito para pagar despesas da sua empresa
BNDES: Em um mês, linha emergencial para PME supera R$ 1 bilhão em desembolsos

Compartilhe

Compartilhe

Em um mês de operação, o volume de recursos já financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para micro, pequenas e médias empresas atingiu na quarta-feira (22) a marca de R$ 1,1 bilhão. Esses recursos foram desembolsados por um conjunto de 23 agentes financeiros públicos e privados, nos quais os empreendedores podem buscar recursos.

Esses recursos fazem parte da linha BNDES Crédito Pequenas Empresas, que atende principalmente à necessidade de capital de giro diante da pandemia do novo coronavírus. Lançada em 22 de março pelo presidente do BNDES, Gustavo Montezano, a linha tem volume previsto de R$ 5 bilhões, o que significa disponibilidade para atender ainda a mais empresas.

O ritmo de desembolsos do BNDES para essas empresas é crescente, demonstrando a adaptação dos agentes financeiros às necessidades das empresas. Em crescimento acelerado, a média de desembolsos diários atingiu mais de R$ 160 milhões nesta semana, conforme gráfico em anexo (PDF – 512 kB).

Até quarta-feira, foram emprestados recursos para quase 3 mil empresas em todo o país. Elas receberam, em média, R$ 368 mil cada. Esse volume médio também vem crescendo nos últimos dias. O principal ramo de atividades atendido pela linha foi o de comércio e serviços, com 82% do total, sendo que a maior parte dos recursos (65%) foram para empresas com sede na região Sudeste.

Salão de beleza organizado

A empreendedora Chênia Amorim, dona de um Instituto de Beleza no centro de Muriaé (MG), seguiu as recomendações públicas de fechar seu estabelecimento no dia 20 de março. Ela conseguiu recursos do BNDES via Cresol, que ajudaram a quitar contas e a pagar dez funcionários.

“Quando a pandemia começou a fechar tudo, a gente ficou desesperado. Tinha noiva marcada com todas as madrinhas para o salão, mas o casamento teve que ser adiado. A gente que é empresário fica numa situação… mas o empréstimo me ajudou a me organizar”, disse Chênia.

A ampliação da linha de crédito a micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) foi uma das primeiras medidas emergenciais lançadas pelo BNDES para o combate aos efeitos da Covid-19, colocando no mercado um crédito rápido, ágil e flexível, por meio da rede de agentes financeiros parceiros, públicos e privados.

Os recursos estão disponíveis para empresas com faturamento anual de até R$ 300 milhões e limite de financiamento de R$ 70 milhões por ano. Os empréstimos têm carência de 24 meses e prazo total de pagamento de até 60 meses, sem necessidade de justificar a destinação dos recursos.

Para ajudar os empreendedores a conseguir esses recursos, o BNDES ofereceu uma série de facilidades, como vídeos explicativos e uma página em seu site com tabelas onde podem ser encontrados os agentes que mais oferecem a linha e a taxa média operada por setor e por estado.  

 

Fonte: Imprensa BNDES