Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 06/07/2017

Carta de Compromisso é assinada durante Seminário Internacional de Cooperativismo de Crédito

Durante a realização do I Seminário Internacional de Cooperativismo de Crédito Solidário foi aprovada e assinada uma Carta de Compromisso.

Compartilhe

Compartilhe

Durante a realização do I Seminário Internacional de Cooperativismo de Crédito Solidário, realizado nos dias 04 e 05 de julho em Chapecó pela Cresol Base Oeste e Cresol Central SC/RS, foi aprovada e assinada entre as cooperativas de crédito, organizações sociais, sindicais e instituições do Brasil, Argentina, Espanha e México presentes no evento, uma Carta de Compromisso.
Nesta carta, as organizações reafirmam o compromisso ético do cooperativismo solidário com as lutas populares construídas historicamente na organização dos diversos sujeitos sociais populares, que acreditam na cooperação e no cooperativismo como processo de construção coletiva, de participação horizontal, de autogestão compartilhada, de mútua ajuda e intercolaboração entre os diversos movimentos e organizações populares, acima de tudo, de promoção do bem viver e de relações humanizadas numa sociedade livre e justa.
Assinaram o documento os representantes das Cooperativas e Bases integrantes do Sistema Cresol Central SC/RS, movimentos sociais e sindicais, entidades de ensino, Confederação Latino Americana de Cooperativas e Mutuais de Trabalhadores (Colacot), Alcona do México, Coop 57 da Espanha, Centro de Assessoria e Apoio a Iniciativas Sociais (CAIS) indicada pela Miseor da Alemanha, Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura (FAO), entre outros.

CARTA DE COMPROMISSO
   
Transformar a humanidade através do cooperativismo solidário. Esta é a motivação que nos reuniu na Colônia Bacia, no interior de Chapecó, SC, várias cooperativas de crédito, organizações sociais e sindicais e instituições brasileiras, organizações da Argentina, da Espanha e do México, para o primeiro Seminário Internacional do Cooperativismo de Crédito Solidário, convidados pela Cresol Central SC/RS e pela Base Oeste da Cresol Central SC/RS, nos dias 04 e 05 de julho de 2017, na semana internacional do cooperativismo.
No contexto atual os novos liberalismos e o crescimento do empreendedorismo individualista e do consumo irresponsável, o aprofundamento da luta de classes, o crescimento do racismo e da exclusão, a violência de gênero e o feminicídio, a expansão do modelo agroquímico do agronegócio sobre a agricultura familiar, a criminalização da política, o austericídio e a perda de direitos são cada vez mais intensos e atacam conquistas históricas que resultaram de muita luta dos/as trabalhadores/as. Propõe que cada um por si, contra todos/as os/as outros/as, se defenda. Contra tudo isso nos associamos àqueles e àquelas que, aos milhões, no mundo todo, se juntam para resistir a tudo o que propõe este modelo e a buscar, pela cooperação, transformar vidas e construir um mundo melhor.
Reafirmamos o compromisso ético do cooperativismo solidário com as lutas populares construídas historicamente na organização dos diversos sujeitos sociais populares, que acreditamos na cooperação e no cooperativismo como processo de construção coletiva, de participação horizontal, de auto-gestão compartilhada, de mútua ajuda e intercolaboração entre os diversos movimentos e organizações populares, acima de tudo, de promoção do bem viver e de relações humanizadas numa sociedade livre e justa. Reafirmamos que este cooperativismo será obra dos cooperados e cooperadas, e seus aliados/as, ampliando e qualificando a ação cooperativa através de alianças e de colaboração.
Não estamos somente preocupados com os resultados (com o mel produzido), mas estamos também muito preocupados com os processos que geramos e as potências que animamos (as flores polinizadas no recolhimento do néctar). Não queremos ser funcionais ao sistema de crédito do rentismo capitalista. Por isso é que nos juntamos na construção de um projeto de sociedade na qual caibam todos e todas, na qual trabalhadores/as sejam protagonistas da produção sustentável e agroecológica, da alimentação saudável, da conservação da biodiversidade, da diversidade social e cultural, do respeito aos direitos humanos, da construção da justiça de gênero, étnico-racial e de geração, da preservação do modo de vida (econômica, social, cultural e política) da agricultura familiar. Afirmamos que nossas organizações precisam ser construídas desde a base e pela base, com amplo debate e participação, sem subordinação a regras e normas injustas e inconvenientes ao modo cooperativo de ação, também nos comprometemos a fomentar a justiça de gênero e a ampliação da participação da mulher no cooperativismo de crédito. Afirmamos em alto e bom som que temos direito à auto-gestão dos nossos próprios recursos e de organizar as comunidades para que cuidem de seus próprios bens comuns.
Juntos, as várias organizações populares participantes deste I Seminário, reafirmamos nosso compromisso histórico com a construção de um projeto popular, com a organização dos trabalhadores e das trabalhadoras, dos agricultores e das agricultoras, com a construção da economia social, popular e solidária na qual as finanças e o crédito tenham um lugar de fomento à economia real, aquela que transforma de modo concreto a vida das pessoas. Este é desejo que nos move para agir na realidade. Seguimos: olhos no horizonte, pés na estrada, de mãos dadas.
Saímos daqui fortalecidos em nossa responsabilidade de construir solidariedade comprometidos com o enraizamento do cooperativismo de crédito solidário como uma construção coletiva que é dos/as trabalhadores/as para os/as trabalhadores/as. Seguiremos organizando a mobilização e a pressão para reagir aos ataques aos direitos dos/as trabalhadores/as e para exigir novos direitos. Faremos destas responsabilidades e compromissos uma tarefa cotidiana que será levada à frente de mãos dadas, através de alianças e parcerias que fortaleçam nossa unidade e nos irmanem solidariamente nas lutas.

Chapecó, Comunidade Colônia Bacia, SC, Brasil, 05 de julho de 2017.

Participantes do I Seminário Internacional de Cooperativismo de Crédito Solidário

 

Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS