Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 29/04/2016

Cresol Central realiza seminário sobre desafios na promoção de alternativas econômicas

Evento ocorreu em Chapecó e contou com a participação das Cooperativas associadas e entidades parceiras

Compartilhe

Compartilhe

 

“A Cresol Central e os desafios na promoção de alternativas econômicas”. Esse foi o tema proposto no seminário da Cresol Central SC/RS que ocorreu nos dias 27 e 28 de abril em Chapecó. O evento foi realizado na sede do Movimento da Mulheres Camponesas (MMC) com a participação de diretores e colaboradores do Sistema Cresol Central SC/RS, além de autoridades e organizações sociais parceiras.

O Objetivo do seminário foi de reconhecer como se organiza o sistema econômico a fim de proporcionar reflexões sobre o papel da Cresol na proposição de alternativas. Além disso, outros objetivos foram de propor estratégias econômicas para o Sistema de Cooperativas de Crédito Rural com Interação Solidária, identificar ações, projetos e conceitos que auxiliem na execução de projetos alternativos da Cresol, e interpretar os conceitos e práticas que potencializem a Cresol como ator social no desenvolvimento e fortalecimento de estratégias econômicas.

No dia 27, o evento iniciou com uma análise de conjuntura realizada pelo professor do Instituto Superior de Filosofia Berthier (IFIBE) e coordenador executivo do Centro de Educação e Assessoramento Popular (CEAP), Valdevir Both. Após, os representantes do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Claudio Cezar Carvalho de Almeida e Paulo Roberto Monteiro abordaram “o apoio e o financiamento de estratégias alternativas de organização não capitalista”. Em sua fala, Almeida mencionou a importância da agricultura familiar por gerar muitos empregos e por produzir alimentos. Por isso, ressaltou a importância das cooperativas, em especial a Cresol, em se tratando de projetos para a agricultura familiar.

Desde o início da safra 2005/2006 até a safra 2015/2016, a Cresol Central SC/RS liberou mais de 293 mil contratos e mais de R$ 2.794.000.000,00. Mais que isso, foram mais de 293 mil famílias que puderam investir em suas propriedades, oportunizando que os agricultores melhorassem suas condições de vida no meio rural.

No segundo dia de seminário (28), foi abordado o tema “o sistema econômico – análise de conjuntura, perspectivas e conceitos”, com a assessoria do professor e coordenador do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), Áureo Leandro Haag. Após, Marcos Arruda palestrou sobre “as estratégias sociais e a organização para formas alternativas econômicas – uma economia do amor”, abordando a importância das relações de cooperação para o desenvolvimento humano.

 

Alternativas para agricultura familiar

A Cresol vem investindo constantemente nas alternativas e na qualidade de vida de seus associados, disponibilizando novas linhas de crédito, a exemplo do Pronaf B que possibilita agricultores de baixa renda, promover investimentos com juros subsidiados, inserir economicamente esses agricultores promovendo assim a inclusão financeira.

A proposta do seminário foi a retomada e reafirmação do que a cooperativa acredita para o futuro da agricultura familiar. Entre as tecnologias alternativas apoiadas e executadas pela Cresol estão biodigestores, carneiros hidráulicos, bioconstruções, cisternas, aquecedores solares que ultrapassam 200 unidades gerando economia e cuidado com o meio ambiente. Durante a realização do seminário o colaborador da Coopertec, Vilceo Sehnem, fez a construção de um aquecedor solar de baixo custo no MMC, no valor de R$100,00.

O seminário apontou para as possibilidades de desenvolvimento do meio rural, reconhecendo-o como espaço de vida e de construção de saberes, abordando novas concepções de relações de cooperação entre os agricultores, bem como alternativas que podem ser implantadas para melhoria da qualidade de vida das famílias rurais.

 

Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS