Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 04/05/2022

Cresol participa de Seminário Estadual de Crédito

seminario de credito

Compartilhe

Compartilhe

O Seminário Estadual de Crédito para associados da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado de Santa Catarina (Unicafes) foi realizado nestes dias 03 e 04 de maio, no auditório do Sintraf em Chapecó. A atividade teve como objetivos debater sobre os desafios do cooperativismo de crédito frente a conjuntura atual, sobre o Plano Safra 2022/2023, políticas de crédito, linhas de crédito, perspectivas e projeções e as inovações tecnológicas.

Participaram do seminário lideranças das entidades que compõe o Fórum das Entidades da Agricultura Familiar, do qual fazem parte a Cresol, Fetraf-SC, Unicafes-SC, Sabor Colonial, Apaco, Cooperhaf, Ucaf, Uffs e Icaf.

Seminários regionais

Na oportunidade, ocorreu um resgate dos debates realizados nos quatro seminários regionais realizados no Vale do Itajaí, Meio Oeste, Chapecó e Jaguaruna. Nestes eventos foram apontados alguns desafios que precisam ser enfrentados como disponibilizar crédito para fortalecer o agricultor familiar, melhorar e incentivar as linhas ligadas a sustentabilidade, crédito para jovens e mulheres, entre outros. Foram discutidos também pautas como escassez de recursos no Pronaf, concentração do crédito e uso excessivo de agrotóxicos.

O presidente do Sistema Cresol Central Brasil, Elias José de Souza, destacou a necessidade de se discutir o modelo de produção tanto na agricultura familiar quanto no agronegócio, pois a produção de grãos é que consome a maior parte de recursos. No entanto, esse modelo de commodities não agrega valor à produção brasileira, pois são comercializadas para o exterior a matéria prima, não industrializadas. “No próprio agronegócio deveria haver esse debate, pois é um modelo não sustentável”, comentou.

Seminário Estadual

No primeiro dia, após a retomada dos debates já realizados nas regionais, foram realizados painéis com o presidente da Unicopas, Francisco Dalchiavon, com o coordenador geral no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), José Henrique, e com o professor e economista Ladislaw Dowbor.

Dowbor falou sobre “Crédito e o poder local”. Uma das questões que ele reforçou foi a necessidade de se resgatar a função social da economia. Para ele, os avanços dos sistemas cooperativos, por exemplo, contribuem para gerar dinâmicas ao mesmo tempo produtivas e colaborativas, em que as dimensões econômica, política, social e cultural se encontram e se tornam sinérgicas. Enquanto os bancos tradicionais drenam recursos dos municípios, da economia no geral, e transferem para o bolso dos acionistas, o cooperativismo de crédito contribui com o desenvolvimento das economias locais e atende as necessidades dos associados.

Já no segundo dia do seminário, um dos destaques foi a construção de um documento com a pauta de reivindicação sobre o crédito com todas as entidades envolvidas no seminário.

Dowbor falou sobre “Crédito e o poder local”