Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 08/07/2016

Cresol Porto Xavier: 14 anos de história

Em 10 de julho de 2002 era constituída a Cresol Porto Xavier. Alguns meses depois, em 18 de janeiro de 2003, a mesma era inaugurada. Após 14 anos de história, a cooperativa passou de 32 sócios fundadores para 2335 associados.

Compartilhe

Compartilhe

Em 10 de julho de 2002 era constituída a Cresol Porto Xavier. Alguns meses depois, em 18 de janeiro de 2003, a mesma era inaugurada. Após 14 anos de história, a cooperativa passou de 32 sócios fundadores para 2335 associados. Com sede em Porto Xavier, município gaúcho com quase 11 mil habitantes, a cooperativa abrange ainda os municípios de Porto Lucena, São Paulo das Missões, Roque Gonzáles, Pirapó, São Pedro do Butiá, Salvador das Missões, Cerro Largo, Guarani das Missões, Ubiretama, Sete de Setembro, Senador Salgado Filho, Dezesseis de Novembro, São Nicolau e Garruchos.
A história da Cresol Porto Xavier teve início nos anos 2000 quando vários seminários foram realizados no município, promovidos pelas entidades parceiras locais. Participaram a Associação dos Sindicatos de Trabalhadores Rurais (ASTRF), escolas, Cooperativa dos Pequenos Agricultores (Coopax), Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais e a Cooperativa dos Produtores de Cana (Coopercana). Os seminários tinham como objetivo discutir e planejar o desenvolvimento local, servindo para apontar os potenciais existentes, bem como, as necessidades e dificuldades que se tinha, principalmente na agricultura familiar.
Conforme a diretora presidente, Maria Bratz, a partir da identificação da realidade local, percebeu-se a falta de políticas públicas para atender as necessidades principalmente dos agricultores e alternativas para melhorar a qualidade de vida dos mesmos. “Levando em consideração que tínhamos cooperativa de produção e de industrialização, e além disso, a grande dificuldade que os agricultores encontravam para acessar os créditos, existia a necessidade da criação de uma cooperativa de crédito, o que tornou-se prioridade”, destaca Maria. “A partir deste momento e após muitas discussões, visitas para conhecer o melhor sistema de cooperativa que viesse ao encontro de nossa realidade e nossos princípios, chegou-se à conclusão de um sistema cooperativo Solidário – Sistema Cresol”, disse a presidente.
Maria Bratz salientou que desde então a Cresol vem se dedicando especificamente no fortalecimento da agricultura familiar, contando com o apoio de entidades parceiras que defendem e apóiam um modelo de cooperativismo que valoriza a participação do associado. “E juntos buscamos a eficiência de uma gestão feita pelos agricultores”, frisou.
Avaliação
A diretora presidente, Maria Bratz, avaliou a  caminhada de 14 anos. “Hoje temos a certeza que estamos no caminho certo  e cumprimos com o dever, que é fazer com que o crédito chegue até os agricultores familiares de forma correta e orientada”, comentou. “Temos uma história construída e jamais pode ser esquecida, Por isso, estamos aqui de cabeça erguida para  dizer da importância  que a cooperativa representa nos municípios nos  quais está instalada e  reafirmar que  os associados são os alicerces e a razão da cooperativa existir, pois são fundamentais para garantirmos o sucesso e o futuro de nossa cooperativa”, reforçou.
Segundo a diretora, nestes 14 anos de  constituição, a cooperativa enfrentou vários  desafios. “Entre eles, buscar a  viabilidade e principalmente conquistar a confiança e a credibilidade dos associados. Os  desafios continuam cada vez  mais. Diante de um  mercado competitivo precisamos  inovar, buscar  novos  produtos  para  nos  viabilizar  e expandir”, frisou.
 

Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS