Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 18/05/2021

Cresol Sicoper participa de agenda com o Ministro do Turismo

Instituição financeira é pioneira no país a operar Fungetur

Compartilhe

Compartilhe

O Ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, realizou, na última sexta-feira (14 de maio), diversas agendas em Balneário Camboriú, Itapema, Bombinhas e Porto Belo para inaugurar obras, visitar equipamentos que contam com recursos do Ministério do Turismo e conhecer projetos para o fortalecimento do setor em Santa Catarina. Participaram da agenda o secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Jorge Seif Júnior; a Vice-governadora de SC, Daniela Reinehr; os Deputados Federais Daniel Freitas, Rodrigo Coelho e Peninha; e o Senador Jorginho Mello. Na atividade realizada em Bombinhas, também participou o Presidente do Conselho de Administração da Central Cresol Sicoper, José Silva.

Em Bombinhas, o ministro descerrou a placa da Passarela do Ribeiro, intervenção que possui 800 metros e é dividida em duas partes. A obra interliga as praias de Bombas e Bombinhas, passando pela praia do Ribeiro. A construção teve recursos de R$ 2,6 milhões do MTur. O ministro e a comitiva também participaram da inauguração da obra de pavimentação de acesso à Praia de Bombinhas, que teve R$ 4,6 milhões do Mistério do Turismo.

Na oportunidade, algumas instituições financeiras receberam cheques simbólicos do Ministério do Turismo, simbolizando o montante de recursos financeiros disponibilizados para o setor. A Cresol Sicoper recebeu um cheque simbólico no valor de R$ 50 milhões, o qual representa uma parte do montante de crédito disponibilizado à Central para ser financiado a cooperados.

O Ministro Gilson Machado Neto destacou as belezas de Santa Catarina e o potencial do Brasil para o turismo no pós-pandemia. “Não tenho dúvida de que o turismo será protagonista da recuperação econômica do Brasil, assim como o agronegócio. O nosso país é a bola da vez. Nada se iguala ao nosso país”, disse, reforçando que o turismo de natureza vai ser o foco da intenção de buscas dos viajantes nacionais e estrangeiros.

Para Machado Neto, o estado de Santa Catarina é um exemplo de tudo que há de melhor no nosso país: cenários deslumbrantes, praias maravilhosas, gastronomia rica, grandes eventos, parques temáticos. E salientou as obras do MTur para melhorar a infraestrutura turística no país. “O governo federal tem mais de 40 mil obras em andamento no Brasil, algumas eram verdadeiros mantimentos ao descaso e o nós as retomamos. Em toda Santa Catarina são 95 obras”, disse. Nos últimos dois anos, a Pasta liberou R$ 112 milhões para o estado.

A parceria do MTur com a Cresol Sicoper disponibilizará um volume de R$ 86,6 milhões a serem operacionalizados ao longo de 2021. Até o momento, já são 89 operações contratadas, as quais totalizam um volume de R$ 16,11 milhões liberados. Os ramos de atuação das empresas que contrataram os recursos são diversificados, mas envolvem, sobretudo, empresas do setor de transportes, restaurantes, pousadas e hotéis.

O Presidente do Conselho de Administração da Central Cresol Sicoper, José Silva, descreve que essa linha de crédito é importante para contribuir com o setor do turismo, um dos mais prejudicados pela pandemia do Covid-19. “Abre muitas oportunidades de financiamento para incentivar o turismo urbano e rural, permitindo a geração de renda, crescimento aos cooperados que atuam no setor de turismo e proporcionando melhor qualidade de vida. Além de ser mais um produto na prateleira Cresol, é uma oportunidade diferenciada de financiamento para os cooperados”, destaca Silva.

Já o Diretor Executivo da Central Cresol Sicoper, Jonas Alberto Klein, pondera que é muito importante a linha de crédito e que a Cresol Sicoper saiu a frente, apoiando o setor e sendo um dos únicos agentes financeiros a firmar parceria com o Ministério do Turismo. “A Cresol está se colocando ao lado do setor da economia muito prejudicado pela pandemia e está apoiando a retomada do turismo nas pequenas e médias cidades”, descreve Klein.

Sobre o Fungetur
O Fundo Geral de Turismo (Fungetur) se apresenta com uma linha de financiamento com recursos do MTur que visa o fomento do turismo como negócio e estratégia para o desenvolvimento social e econômico, preferencialmente, aos segmentos de micro, pequenas e médias empresas.

Além disso, entre os propósitos está proporcionar crédito competitivo para os empresários do ramo de turismo; apoiar a infraestrutura turística básica; gerar renda; aumentar a oferta de empregos diretos e indiretos; proporcionar o desenvolvimento do turismo; e diminuir os impactos da pandemia por meio da oferta de crédito. O Fungetur permite investir em obras civis para implantação, ampliação, modernização e reforma; bem como em máquinas e equipamentos turísticos, e ainda em capital de giro.

Fonte: Rafael Brais | Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo
Foto: Divulgação