Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 21/11/2016

Dia de Campo é realizado pela Cresol Xavantina

A Cresol Xavantina realizou no último sábado (19/11) um Dia de Campo na propriedade de Joacir Tedesco, em Linha São Rafael, interior do município de Seara.

Compartilhe

Compartilhe

A Cresol Xavantina realizou no último sábado (19/11) um Dia de Campo na propriedade de Joacir Tedesco, em Linha São Rafael, interior do município de Seara, com o foco na produção de silagem feita a partir de uma gramínea da variedade conhecida como Estrela Africana ou Encrenca de Vizinho.
    A gramínea foi implantada em quatro hectares da propriedade com o objetivo de ser uma alternativa à cultura do milho e sorgo para silagem. Tedesco enfatizou que o objetivo principal ao introduzir esta cultura foi de reduzir custos na produção de leite e confinamento de bezerros, mas também teve a preocupação com a recuperação do solo que estava se degradando rapidamente. O agricultor argumentou que a grama sendo uma cultura perene, proporciona uma boa cobertura, favorece a recuperação prevenindo a erosão do solo, e além disso, não necessita de replantio por vários anos, desde que sejam feitas as devidas correções de nutrientes químicos e orgânicos.
    A atividade contou com a presença de 17 associados e colaboradores da Cresol Xavantina que acompanharam atentos as explicações de Joacir. O agricultor apresentou o histórico e evolução da propriedade, bem como falou sobre o manejo das atividades que desenvolve além das metas e objetivos da família. Explicou sobre a prática da cultura, preparação da área a ser plantada até a produção e conservação em silo trincheira, do volumoso que é destinado para a alimentação do gado leiteiro e dos bezerros que mantém em confinamento. Ele também explanou sobre a experiência que teve na produção de volumoso com outras culturas, relatou que percebeu o grande potencial do aumento da produtividade com baixo custo desta gramínea, o volume que produz e a possibilidade de várias colheitas no mesmo ano, o que diferencia do milho e sorgo, que permite somente um corte. Destacou a facilidade do manejo e diminuição da mão de obra necessária por consequência.
    Os associados que participaram puderam questionar e tirar várias dúvidas. “O senhor Joacir não mediu esforços para proporcionar a todos os devidos esclarecimentos.  Um Dia de Campo onde o conhecimento de um agricultor pode servir de exemplo, inspiração e estímulo para cada associado que participou desta atividade. Foi mais uma oportunidade de nos atualizarmos e fazer uso dos bons exemplos”, salientam os organizadores.
 

Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS