Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 19/05/2015

Intercâmbio Internacional

Diretores e Colaboradores da Cresol participam de formação na Escola de Cooperativismo da Alemanha
Intercâmbio Internacional

Compartilhe

Compartilhe

Nesses 20 anos de Sistema Cresol as parcerias internacionais foram fundamentais para o crescimento e trocas de experiências, tanto conhecendo a realidade cooperativista de outros países, quanto levando a história da agricultura familiar e do cooperativismo solidário da Cresol à outras realidades.

Com o objetivo de mais uma vez compartilhar essas experiências um grupo de diretores e assessores do Sistema Cresol estão participando no período 14 a 27 de maio de um intercâmbio com o cooperativismo Europeu em Montabaur na Alemanha.

O Cooperativismo de Crédito é destaque entre os demais ramos Cooperativistas. Em alguns países, o sistema faz parte do dia a dia de considerável parte da população. Uma destas referências é a Alemanha, terceira nação com maior expressão no Cooperativismo de Crédito mundial.

A capacitação está ocorrendo na Academia Alemã das Cooperativas (ADG), com visibilidade a temas como o conhecimento do Sistema Cooperativista da Alemanha, o formato de Recursos Humanos, além das estruturas, responsabilidades, governança, intervenção e capacitação de conselheiros. O intercâmbio também tem como foco os serviços financeiros, financiamento rural e parcerias cooperativas, financiamento e parcerias com o mercado e comercialização, além de experiências com o crédito verde e o futuro das cooperativas de credito e dos seus serviços financeiros.

Parceiros Internacionais

A história da Cresol também é contada por meio das parcerias com organizações internacionais. O Fundo de Crédito Rotativo, com recursos oriundos da ONG alemã Misereor, foi responsável pelos primeiros financiamentos feitos para agricultores familiares nas regiões Sudoeste e Centro-Oeste do Paraná. O desdobramento deste Fundo deu origem às primeiras Cooperativas Cresol, em 1996.

A parceria com o governo belga também é de longa data, inicialmente através da ACT e depois por Trias. Também da Bélgica, o banco BRS apoiou, no ano 2004, o projeto de estruturação de auditorias, classificação das cooperativas e desenvolvimento do sistema de Intranet.

Da Holanda, através do banco cooperativo Rabobank, veio o apoio para o desenvolvimento de sistemas de controle e gestão nas cooperativas singulares, além do desenvolvimento de novos produtos para atender a demanda do quadro social.

A cooperação internacional foi decisiva para a construção da Cresol e importante fonte de recursos para o desenvolvimento de ações de fundamental importância para a estruturação das cooperativas a médio e longo prazo.

Hoje a Cresol realiza intercâmbios com seus parceiros para não apenas conhecer a realidade da agricultura e do cooperativismo em outros países, mas também é referência e recebe parceiros das diferentes nacionalidades para conhecer e trocar experiências com o cooperativismo solidário das Cooperativas Cresol.