Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 29/09/2017

Primeiras operações de Pronaf B são liberadas no Nordeste

Foram liberadas as primeiras operações de Pronaf B – Investimento da Cresol Santa Rosa de Lima, nos Postos de Atendimento de Serra Geral e Tabocas do Brejo Velho na Bahia.

Compartilhe

Compartilhe

    Foram liberadas as primeiras operações de Pronaf B – Investimento da Cresol Santa Rosa de Lima, nos Postos de Atendimento de Serra Geral e Tabocas do Brejo Velho na Bahia. Essas também foram as primeiras liberações dessa linha de crédito no Nordeste. O valor por operação pode chegar até R$ 5.000,00 e até o momento já foram liberadas neste Plano Safra mais de R$ 50 mil. Essas operações foram realizadas através do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO), previstas no Projeto de Desenvolvimento de Microfinanças e Inclusão Produtiva para o Combate à Extrema Pobreza Rural em Territórios da Cidadania. O referido projeto é uma parceria entre Cresol Central SC/RS e BNDES que visa promover a inclusão produtiva por intermédio da expansão do crédito, do cooperativismo e da realização de investimentos coletivos para o combate a pobreza rural.
    Neste sentido, o Pronaf B visa auxiliar os agricultores familiares no desenvolvimento de suas atividades produtivas e de armazenamento, por meio do adensamento de cadeias produtivas locais, acesso a novos mercados, melhoria da qualidade dos produtos, aumento significativo da renda dos agricultores, dentre outros. Segundo o colaborador da Cresol Central SC/RS, Leomar Theobald, o Pronaf B é uma linha importante porque incentiva a produção de alimentos e proporciona perspectiva de vida para a família e para a propriedade. Ele contribui para manter os jovens e as famílias no campo. “O Pronaf B é considerado microcrédito. É uma linha de crédito com valor menor liberado, mas com uma importância na propriedade significativa”, destaca Theobald.
O Pronaf Grupo “B” é uma linha de microcrédito rural voltada para produção e geração de renda das famílias agricultoras de mais baixa renda do meio rural, transformando-as em fator de desenvolvimento econômico e social. Se enquadram no programa os agricultores familiares com renda bruta familiar de até R$ 20 mil nos últimos 12 meses que antecedem a solicitação da “Declaração de Aptidão ao Pronaf” (DAP). Outra condição é de que os agricultores e produtores rurais não contratem trabalho assalariado permanente.
Os objetivos do Pronaf B são de financiar investimentos em atividades agropecuárias e não agropecuárias desenvolvidas no estabelecimento rural ou em áreas comunitárias rurais próximas, assim como implantação, ampliação ou modernização da infraestrutura de produção e prestação de serviços agropecuários e não agropecuários. Nessa última fazem parte por exemplo o turismo rural, produção de artesanato ou outras atividades que sejam compatíveis com o emprego de mão de obra familiar no meio rural.
Os juros são de 0,5% ao ano, sendo que se pago até o vencimento o rebate é de 40% no Nordeste. A realização de visitas técnicas é muito importante, pois assim poderá ser feito um levantamento socioeconômico e prestada orientação educativa sobre o planejamento do negócio, para definição das necessidades de crédito e de gestão, voltadas para o desenvolvimento do empreendimento. É uma forma de ter um aproveitamento melhor e garantir o crescimento e a sustentabilidade da atividade econômica.

 

Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS