Acesse sua conta
Acessar conta
Publicado em: 20/12/2016

Associado da Cresol PA de Boa Vista do Buricá cria aplicativo e dobra vendas

Empreendedorismo ampliou a renda familiar

Compartilhe

Compartilhe

Um rapaz de 26 anos, com garra para trabalhar, vontade de inovar, em contato com a terra e conectado nas redes sociais torna-se um sucesso. Essa é a história do Vanderlei Holz Lermen, que há cinco anos plantou uma horta discreta ao lado da propriedade do pai, na Linha Gaúcha, em Boa Vista do Buricá, no Rio Grande do Sul. Ele é sócio da Cresol desde 2015 e, atualmente, produz cerca de vinte tipos de gêneros alimentícios que são comercializados com ajuda da tecnologia.

Como todo jovem de hoje, Vanderlei está antenado no mundo virtual. Desde o início da produção, compartilhava o dia a dia no campo com os amigos do Facebook. Aproveitava a página pessoal para mostrar os alimentos fresquinhos, o que gerava procura. A experiência nas redes sociais estimulou Vanderlei a desenvolver um site e um aplicativo de celular. Em seis meses, as vendas subiram e a renda da família também.

“Foi através das minhas postagens que o pessoal começou a dar retorno, comentar e fazer pedido. Até veículos de comunicação me procuraram e a minha vida no sítio começou a circular. Com o aplicativo, o trabalho e a renda dobraram! Tive que contratar um funcionário para me ajudar”, lembrou Lermen, avaliando as vendas em domicílio como pouco eficazes.

“Ficar indo de porta em porta incomoda as pessoas e não deixa à vontade. Pela internet, consigo expor tudo que tenho e o cliente compra quando quer. Além do mais, é prático: eu saio da propriedade só com os produtos que vendi e não tenho perda”, explicou o agricultor.

Com o aplicativo em mãos, o consumidor consegue em um minuto selecionar os produtos de que tem interesse. Lermen recebe o pedido e prepara a entrega para o dia seguinte. A horta é orgânica e o morango, o mais “queridinho” entre todos, seguido pelo brócolis, couve-flor e alface. Temperos também fazem parte do cardápio e, em breve, alimentos considerados exóticos na região, como o cará.

Lermen contou que seria impossível tornar o projeto realidade sem o auxílio de programas da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead), como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), pelo qual comprou um veículo para fazer as entregas dos produtos.

“Não precisamos tirar o dinheiro do bolso na hora. Temos o crédito para conseguir investir e os juros são baixos. Trabalhamos, produzimos e podemos pagar. É muito importante esse incentivo do governo. Não sei como seria sem. A maior conquista foi ter o veículo para fazer minhas entregas”, destacou.

A história de empreendedorismo do jovem Vanderlei Lermen ganhou notoriedade na região e hoje em dia ele desenvolve um projeto em escolas, onde ministra sobre a vida no campo. Ele fala sobre as diferentes oportunidades para crescer, como a modernização do trabalhador e, principalmente, sobre perspectivas da juventude rural.

Para conhecer o aplicativo de celular e a página no Facebook, acesse: www.sitiolermen.com/app e www.facebook.com/sitiolermen

Fonte: Fernanda Lisboa / Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário